Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Castilho - SP e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Castilho - SP
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Instagram
Rede Social Youtube
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
21
21 MAR 2024
CAMPANHAS OFICIAIS
DATAS COMEMORATIVAS
EDUCAÇÃO
EVENTOS E FESTAS
PARCERIAS
PROMOÇÃO SOCIAL E CIDADANIA
SAÚDE
SECRETARIAS
1188 visualizações
Meias coloridas invadem escolas e repartições públicas de Castilho em ato de conscientização sobre “Diversidade”
enviar para um amigo
receba notícias

Iniciativa celebra o Dia Mundial da síndrome de Down e promove debate sobre as diferenças entre pessoas e necessidade de empatia para o convívio social saudável

 

Com milhares de pés trajando meias coloridas e invertidas, Castilho realizou nesta quinta-feira, 21 – Dia Mundial da Síndrome de Down, um dos mais belos atos de conscientização sobre a diversidade humana e a necessidade de respeitarmos a individualidade de cada pessoa.

A ideia partiu de um convite simples feito pelas Secretarias Municipais de Educação, Cultura e Desporto; Saúde e Vigilância Epidemiológica; e Assistência Social e Cidadania, que iniciaram uma campanha incentivando os cidadãos a vestirem meias coloridas ou pares invertidos no dia 21 de março.

A intenção por trás deste ato simples e impactante, é que as pessoas, ao verem as meias coloridas, iniciem uma conversa sobre isso. Em geral, esta conversa com a pergunta: por que meias coloridas e diferentes? A partir daí, se torna possível difundir informações de conscientização”, explica a secretária Silvânia Cintra, titular da Pasta de Educação.

Mas a campanha não está limitada apenas à Síndrome de Down. No contexto escolar, ela é parte de uma programação educativa muito mais abrangente, estrategicamente denominada “Projeto Diversidade”.

A escola constitui-se em espaço privilegiado para o reconhecimento e a valorização da diferença, como fator de desenvolvimento integral dos seres humanos. Em uma escola inclusiva, todos se beneficiam quando a diversidade se torna motivo de aprendizagem e de respeito mútuo”, defende Marcela Balane – Coordenadora de Educação Especial na rede municipal de ensino.

Com esse objetivo em mente, durante todo o ano letivo de 2024, as escolas e creches de Castilho trabalharão a diversidade, incentivando o respeito às individualidades. Neste processo, toda a criatividade dos professores é bem vinda. Peças de teatro, jograis, danças, desenhos, composição de cartazes e desenhos, palestras, bate-papo, exibição de vídeos e leitura direcionada com material pedagógico ligado ao tema abordado são apenas alguns dos recursos utilizados pelos educadores dentro e fora das salas de aulas.

EDUCAÇÃO CONTÍNUA

O uso das meias coloridas e invertidas foi a culminância de um primeiro processo que evidenciou a síndrome de down em atividades escolares. Agora, já estamos nos preparando para o próximo evento cujo encerramento será marcado por uma passeata que começará às 08h00 do próximo dia 02 de Abril – Dia Mundial de Conscientização Sobre o Autismo”, completa Silvânia.

A secretária se refere à mobilização que, pelo terceiro ano consecutivo, promete reunir grande parte da comunidade escolar castilhense, incluindo pais, tios, avós e amiguinhos de crianças autistas, em uma caminhada de conscientização que terá início defronte ao supermercado Redepas e percorrerá todo o trajeto da rua Osório Junqueira em direção à Praça Matriz, onde um ato público encerra a programação.

 Nesta passeata, professores, pais e alunos carregarão cartazes, faixas, minidoors e outros trabalhos produzidos nas escolas até o Dia Mundial do Autismo. Este ato é importante para chamar a atenção de todos para as diversidades, individualidades e, principalmente, a necessidade de praticarmos a empatia sincera e sermos cada vez mais acolhedores em qualquer ambiente ”, finaliza a vice-secretária de Educação, Valéria de Morais.

SAIBA MAIS:

A Síndrome de Down é uma condição genética que afeta cerca de 1 em cada 700 nascidos vivos em todo o mundo. Embora as pessoas com Síndrome de Down possam enfrentar desafios únicos, elas também trazem consigo uma riqueza de talentos, perspectivas e alegria que enriquecem nossas comunidades.

PORQUE MEIAS COLORIDAS - A ideia foi criada porque os cromossomos têm o formato de “meias” e as pessoas com Síndrome de Down têm um cromossomo extra.

Fonte: SME - Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto
Autor: Assessoria de Gabinete
Local: Escolas e Creches da Rede Municipal de Ensino
Galerias de Fotos Vinculadas
21/03/2024
21 de Março - DIA MUNDIAL DA SÍNDROME DE DOWN
Ver Mais Fotos
Vídeo Vinculado
21/03/2024
21 de Março - DIA MUNDIAL DA SINDROME DE DOWN
A psicóloga Rosângela Parreira, da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto, fala sobre a Síndrome e a importância do tratamento, inserção no ambiente escolar e participação familiar no dia a dia da criança. #NaoSouEspecial #ENemDiferente #SouHumano
Seta
Versão do Sistema: 3.4.0 - 05/02/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia