Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Castilho - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Castilho - SP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
OUT
15
15 OUT 2021
SAÚDE
1024 visualizações
Castilho volta a zerar internações por Covid-19 

Desde meados de agosto deste ano (semana de 20/08), Castilho não registrava a ausência de cidadãos do município internados na Ala Covid local ou em demais unidades de Saúde da região. O Boletim Epidemiológico nº 134, divulgado nesta manhã de quinta-feira (14) pela Secretaria de Saúde, confirma a tendência de queda iniciada naquele mesmo período: de lá pra cá, a quantidade máxima de internações registradas em cada nova edição do Boletim não ultrapassou 02 casos. 

A diferença nos números atuais está em outro dado divulgado, mas pouco observado pelos cidadãos: o volume de casos suspeitos (aqueles que aguardam resultados de exames) também tem sido reduzidos drasticamente, atingindo hoje o seu menor número desde o início do ano. 

Em contrapartida, a quantidade de vacinas aplicadas continua a subir e o percentual dos castilhenses imunizados com pelo menos a primeira dose da vacina (incluindo a dose única), atingiu 77,5% do público-alvo das campanhas. 

Enquanto os casos registrados em todo o país caem vertiginosamente, as reuniões familiares e confraternizações de amigos cresce na mesma proporção, refletindo a ansiedade popular pelo retorno ao convívio social após 19 meses desde o início da pandemia. No entanto, a secretária municipal de Saúde adverte que apesar do quadro altamente positivo, é indispensável que as pessoas continuem seguindo os protocolos básicos de higienização das mãos com álcool em gel, água e sabão regularmente, uso obrigatório de máscaras em qualquer local onde haja outras pessoas próximas e, manter o distanciamento mínimo de 1,5 metros em qualquer situação. 

 
“Quase 80% de nossa população-alvo das campanhas receberam a primeira dose da vacina e isso refletiu positivamente no controle da infecção. Mas o vírus continua por aí e está passando por mudanças em várias partes do mundo. Ainda não é hora de comemorações. Precisamos manter o alerta, para que uma nova cepa, ainda mais poderosa e fatal, não venha a nos atingir futuramente. A prevenção continua sendo nossa maior aliada nesta guerra invisível”, reafirma Márcia Zoteli. 

 
Fonte: Sec. de Saúde
Autor: Marco Apolinário
Seta
Versão do Sistema: 3.1.9 - 17/01/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia