Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Castilho - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Castilho - SP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
14
14 JUN 2022
EDUCAÇÃO
PROJETOS
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO
334 visualizações
Educação inicia programa inédito de Recomposição da Aprendizagem na rede municipal
enviar para um amigo
receba notícias

Além de reforçar os conhecimentos apreendidos, alunos estarão mais aptos para avaliações externas como Saresp, Saeb e Obmep

A Secretaria Municipal de Educação iniciou neste último sábado (11) um projeto inovador de recomposição da aprendizagem escolar através do uso de tecnologias. De acordo com a titular da Pasta, professora Silvânia Cintra, durante os próximos 24 sábados do ano, estes alunos passarão por um processo de aprendizagem focado no desenvolvimento de suas habilidades em Língua Portuguesa e Matemática.

A expectativa é que a nova estratégia torne os alunos mais capacitados para participar de avaliações externas de aprendizagem, como o Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (SARESP), o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB) e até mesmo a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), que a partir deste ano incluirão as redes municipais de ensino.

PÚBLICO ALVO – Silvânia explica que o projeto visa exclusivamente aqueles alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem nas disciplinas de Português e Matemática.

Não se tratam de alunos que possuem qualquer tipo de necessidade de reforço na alfabetização. Para estes casos, já temos outros programas de reforço em andamento. Estas aulas aos sábados são dedicadas a facilitar o entendimento dos alunos utilizando os muitos recursos disponíveis nas novas salas de tecnologias instaladas pela Mercury Renew aqui no CIEC, em uma parceria inédita com o Município. Durante as aulas, os alunos estudarão os temas propostos e depois testarão o grau de aprendizagem nos computadores, utilizando um ‘jogo’ lúdico baseado em perguntas e respostas. Finalizada a avaliação, os resultados serão discutidos pelo grupo, visando massificar o aprendizado”, esclareceu Silvânia.

Para compor as 04 turmas compostas com 20 alunos cada, a Secretaria de Educação estipulou critérios que os diretores e equipe pedagógica das escolas municipais de ensino fundamental (EMEFs) Dr. Youssef Neif Kassab, Dijanira Bozzo Jorge e Professor Mauro Roberto Manoel, aplicaram entre os alunos do 5º ano, selecionando os 80 pré-candidatos às vagas.

Depois de sabermos quais seriam os nossos alunos com maior grau de dificuldade no aprendizado, convidamos seus pais para uma reunião onde foi apresentado o novo programa. A proposta foi prontamente aceita pelos pais, que elogiaram e agradeceram a Administração pela preocupação com a educação destes alunos que nos próximos anos deixarão a rede municipal para ingressar na rede estadual de ensino”, pontuou a secretária de Educação.

AS AULAS – O que não faltou no CIEC neste último sábado foi entusiasmo e empolgação pelo acesso às novas salas de Tecnologia. Para atender o público-alvo, as turmas foram divididas em 04 horários com duração de 02 horas para cada dia/aula. Deste modo, a primeira aula começa às 08 e vai até as 10h, quando a sala passa a ser ocupada pela segunda turma. Ao meio dia tem um intervalo para a merenda que o setor de Nutrição da Secretaria de Educação fez questão de incluir no cronograma de atividades. Encerrado o intervalo, a sala de tecnologias volta a ser ocupada por uma terceira turma das 13 às 15h e daí até as 17h pelo quarto e último grupo estudantil.

BNCC RECOMENDA USO DAS TECNOLOGIAS

Silvânia também explica que a 5ª Competência Geral da própria Base Nacional Comum Curricular (BNCC) aponta o uso da Cultura Digital como instrumento indispensável para elevar a qualidade do ensino público.

Este novo programa da Secretaria de Educação possui benefícios ímpares para os alunos. Ao mesmo tempo em que favorece a troca de experiências entre eles mesmos, trabalha a ludicidade dentro da sala de aula e facilita o acesso à educação, utilizando uma ferramenta que faz parte do cotidiano de todos eles: a gamificação”, complementa a secretária.

De fato, na hora de avaliar os conhecimentos transmitidos pelos professores em cada aula de recomposição da aprendizagem, os alunos utilizam um “joguinho” no computador baseado em perguntas e respostas.

Nossas crianças estão acostumadas a jogos eletrônicos e se o aprendizado educacional estiver inserido neste contexto, eles tendem a absorver os conhecimentos com maior facilidade e, é claro, se divertindo, pois não encaram estes exercícios como uma prova e sim como um desafio que só pode ser vencido através do conhecimento. Por isso, a Secretaria de Educação e o Prefeito Paulo Boaventura tem plena confiança de que este programa inédito se tornará sucesso regional, pois é mediado pelo professor Cleiton Souza, que possui excelente metodologia de ensino e é referência na Educação castilhense”, finaliza Silvânia.

Fonte: Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desporto
Autor: Assessoria de Gabinete
Local: Sala de Tecnologias do CIEC - Centro Integrado de Educação e Cultura
Seta
Versão do Sistema: 3.2.3 - 06/06/2022
Copyright Instar - 2006-2022. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia