Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Castilho - SP e os cookies: Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
OK
Prefeitura Municipal de Castilho - SP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
JUN
26
26 JUN 2018
ADMINISTRAÇÃO
43 visualizações
Produtores castilhenses apostam no plantio de “Amora Gigante”
enviar para um amigo
receba notícias

CASTILHO – A política implementada pela prefeita Fátima Nascimento (DEM) para diversificar a produção rural do município, aumentando as chances de ampliar os lucros obtidos no campo está sendo muito bem recebida entre as centenas de pequenos produtores rurais castilhenses.

O plantio da “Amora Gigante” é um dos carros-chefes desta nova estratégia anunciada recentemente pelo secretário municipal de Agricultura e Abastecimento de Castilho, Carlinhos da Algodoeira. Regularmente, ele e a agrônoma Nairine Ferreira da Silva visitam o sítio de Manoel Caires, localizado na Fazenda Timboré, em Andradina, onde estão em preparação as mudas de amoras gigantes.

Neste momento, cerca de 2 mil mudas estão prontas, aguardando apenas o reinício das chuvas para serem plantadas, informou Nairine em entrevista ao jornalista Antônio José do Carmo, do site Noroeste Rural. Segundo ela, as mudas são suficientes para atender todos os interessados no projeto que vem sendo discutido entre produtores e Prefeitura há algumas semanas.

Até o momento, cerca de 3,5 mil mudas já foram entregues e a expectativa é que essa iniciativa da administração da prefeita Fátima Nascimento alcance um total de 30 mil mudas de amora gigante. Para se ter ideia do alcance social desta proposta, basta levar em consideração outros números divulgados por Nairine: cada família irá produzir cerca de 200 pés de amora que em 8 meses entrarão em produção.

Enquanto o período de chuvas não chega, a única recomendação feita pela agrônoma aos produtores é que mantenham as mudas irrigadas. O modelo de plantio adotado, com o máximo de 200 árvores por propriedade, permite que esta irrigação seja feita manualmente, reduzindo ainda mais os custos.

 

INTEGRAÇÃO ALTERNATIVA–Mas a proposta de diversificação não para por aí. O secretário Carlinhos da Algodoeira, disse que a Administração já está estudando a possibilidade de incentivar entre os assentados de reforma agrária do município, a produção e comercialização de vagem, um legume muito procurado nos últimos anos, na onda do consumo de alimentos orgânicos.

“A vagem é uma opção viável para o produtor rural, com plantio fácil e retorno rápido e rentável. Por isso, a ideia é consorciar o plantio desta cultura com o da amora, já que o interesse da prefeita Fátima é justamente oferecer condições para que estas famílias possam melhorar suas condições de vida no campo”, finalizou Carlinhos.

Seta
Versão do Sistema: 3.2.10 - 11/01/2023
Copyright Instar - 2006-2023. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia