Incentivo à Cultura: Castilho terá duas mostras fotográficas no CIEC em fevereiro

CASTILHO – A cidade de Castilho será a segunda a receber a exposição do projeto Mostra Fotográfica “Rios e Lagos Paulistas: Cores e vida sob a arte da Fotografia”, selecionado pelo Programa de Ação Cultural – PROAC – “Concurso de Apoio a Projetos de Produção de Exposições Inéditas de Artes Visuais no Estado de São Paulo”.
 
 
A parceria foi oficializada durante visita do fotógrafo Moisés Eustáquio de Oliveira, autor do projeto, à prefeita Fátima Nascimento, que teceu elogios ao autor pela iniciativa de levar conhecimento e cultura aos munícipes.
 
 
 
O Centro Integrado de Educação e Cultura [CIEC] será o palco da exposição, a partir de 16 de fevereiro. O objetivo é divulgar as belezas naturais de rios e lagos do interior paulista em 50 fotografias inéditas que ficarão expostas durante dez dias, no mínimo.
 
 
No encontro entre o fotógrafo e a prefeita também foi definida uma exposição extra, como incentivo à cultura no Município. A partir de 4 de fevereiro, a comunidade de Castilho poderá apreciar quase 100 fotos, em preto e branco, da construção da Usina de Jupiá, um dos sustentáculos da economia local.
 
 
“Creio que quase a totalidade da população não tem noção de como a usina foi construída mais de 50 anos atrás e sem a tecnologia atual. Será uma oportunidade imperdível de contemplar essa mostra”, avalia a prefeita. A entrada é franca a todos.
 
 
 
Fátima Nascimento aproveitou ainda para convidar a população e autoridades ao lançamento da Mostra patrocinada pelo PROAC, no dia 16 de fevereiro, a partir de 19h30. “Vamos poder ver de ângulos diferenciados as cores e a vida nas margens dos rios Tietê, Paraná, do Peixe, São José dos Dourados e o Aguapeí (Feio)”.
 
 
 
A mostra Fotográfica “Rios e Lagos Paulistas: Cores e vida sob a arte da Fotografia” também será exibida nas cidades de Ilha Solteira, Itapura, Panorama, Pereira Barreto, Presidente Epitácio, Santa Fé do Sul, Sud Mennucci e Valparaíso.
 
 
As exposições terão duração de 10 a 15 dias em cada localidade. Em Andradina o lançamento será neste dia 23 de janeiro, na Pinacoteca do Centro Cultural Pioneiros de Andradina, também às 19h30.