“Saúde na Escola” orienta alunos no combate a Leishmaniose

CASTILHO – Mais uma ação desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Educação de Castilho teve como alvo alunos da Rede de Ensino local. O tema dessa vez foi Leishmaniose. O combate à leishmaniose visceral, a exemplo da guerra ao Aedes Aegypti, também pede envolvimento da população e muita criatividade.

Foi com base nessa proposta que os agentes de Saúde levaram para dentro das salas uma aula diferenciada. O principal objetivo foi preparar os alunos para enfrentar o mosquito palha, transmissor da doença.

Na ocasião, após as palestrinhas, foi possível responder algumas questões dos estudantes e sanar as dúvidas em relação a esta doença.

A LEISHMANIOSE

A leishmaniose visceral é uma doença grave que acomete o homem, os cães e outros mamíferos. É causada pelo parasita Leishmania chagasi, que é transmitido por meio da picada do mosquito palha. Nas áreas urbanas, o cão é a principal fonte de infecção. Ao picar um cão infectado, o mosquito palha passa a transmitir a doença.

O mosquito costuma picar a partir do final da tarde até o amanhecer. O “palha”, que recebe esse apelido por sua cor, se reproduz depositando seus ovos no solo. As larvas alimentam-se de matéria orgânica até se tornarem adultas.

Para evitar a proliferação do mosquito palha é preciso manter o ambiente limpo, livre de entulhos e matéria orgânica. A cidade apresenta casos da doença em humanos desde 2011, quando foi confirmada uma notificação de leishmaniose visceral na zona norte.