Home / Destaque / Avenida Getúlio Vargas poderá ter trânsito nos dois sentidos
Avenida Getúlio Vargas poderá ter trânsito nos dois sentidos

Avenida Getúlio Vargas poderá ter trânsito nos dois sentidos

CASTILHO – A prefeita Fátima Nascimento pretende autorizar a demolição dos quiosques existentes na Praça da Matriz, bem como reconstruir parte da avenida Getúlio Vargas, restabelecendo o fluxo do trânsito nos dois sentidos da via. O ato será por decreto e repassado à Secretaria Municipal de Obras para execução do serviço num prazo de 120 dias. Os materiais dos quiosques possíveis de serem reaproveitados serão relacionados e guardados para uso em melhoria dos prédios públicos.

Na manhã desta sexta-feira,28, a prefeita visitou o local juntamente com seus secretários Willian Calestini (Obras), Jorge Abdala (Administração) e Carlinhos Algodoeira (Agricultura). Segundo Fátima, essa decisão já era estudada e analisada com sua equipe administrativa. Os Secretários harmonizam com a decisão  opinião da prefeita.

Para Calestini a ideia dos quiosques na praça foi um projeto que não deu certo. “A expectativa era que a praça virasse uma área de lazer. No entanto não foi isso que aconteceu. Depois de algum tempo esse espaço foi abandonado e ficou ocioso. Por outro lado perdemos uma importante avenida que dava acesso mais rápido ao hospital”, opina o secretário. Abdala comunga do mesmo pensamento. Ambos são engenheiros e entendem que a via de única mão atrapalha o trânsito e com a restauração da avenida trará de volta a mobilidade urbana. “Sem contar que esses quiosques não tem simetria nenhuma com a praça”, destacou.

Os oito quiosques estão há mais de quatro anos com a concessão rescindida por não cumprirem cláusulas contratuais da concessão. “Com a retirada dos quiosques e o restabelecimento do fluxo original na avenida Getúlio Vargas vai acabar o risco de acidente, prevalecendo a segurança e o interesse público. Tenho certeza que a população ira aprovar a medida que estamos tomando, mesmo porque facilitará o acesso ao Hospital e Maternidade Jose Fortuna trazendo mobilidade urbana e melhorará a aparência da Praça  da Matriz que é um dos pontos turísticos de Castilho.” destacou a prefeita.

Ao tomar conhecimento da intenção da prefeita, o presidente da Câmara, Sebastião Reis de Oliveira, elogiou a atitude da Chefe do Executivo. “Na verdade a demolição dos quiosques e o restabelecimento do fluxo do trânsito em ambos os sentidos já deveria ter sido feito há muito tempo. Concordo plenamente com a prefeita e acredito que o maior beneficiado nisso tudo será a própria população”, concluiu o presidente.

Local terá mão dupla novamente

 SEGURANÇA PÚBLICA – O que também reforçou a intenção da prefeita em demolir os quiosques e restaurar a avenida foi um ofício do comandante da Polícia Militar de Castilho, o 1º Tenente André Luiz Caldeira. De acordo com o documento, a necessidade de restabelecer o fluxo do trânsito da avenida se deve por situações emergenciais. “Viaturas da Polícia e as ambulâncias transitam na contramão de direção na respectiva avenida para acessarem a entrada do Hospital e Maternidade José Fortuna, colocando em risco a integridade física do condutor do veículo e da pessoa socorrida”, diz parte do ofício.

Em outro trecho, Caldeira cita a demolição dos quiosques também por questões de segurança pública. “Isso possibilitaria aos PMs que efetuam o policiamento preventivo no local maior área de visibilidade no interior da praça”, pontua o Tenente. “Fato que inibiria a ação delituosa de possíveis agressores da sociedade, pois sendo visto pelos policiais poderiam ser abordados em atitudes suspeitas”, defende. Cabe ainda ressaltar que a PM desencadeou inúmeras ações e operações com a finalidade de coibir a comercialização de entorpecente na praça.

 

Publicidade de Exemplo

Veja Também

Deixe um Comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos obrigatórios estão marcados *

*

Publicidade de Exemplo